CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

21 de outubro de 2011

L. Ruas, oitentanos: Nota



Não fosse a persistência do poeta e amigo Zemaria Pinto, eu iria continuar confundindo. Explico melhor: os oitenta anos do padre Luiz Ruas acontecem, de fato, em 28 de novembro (segunda-feira). E não, como venho propalando, no próximo 31 de outubro.

Neste final do mês, a data lembra sua ordenação sacerdotal, realizada na catedral de Nossa Senhora da Conceição pelo arcebispo do Amazonas, Dom Alberto Ramos.

Para assinalar a efeméride do nascimento, duas entidades universitárias – Seminário São José e Universidade Federal do Amazonas, as quais o professor-padre Luiz Ruas esteve intensamente vinculado, vão promover encontros distintos.

O Instituto de Teologia, Pastoral e Ensino Superior da Amazônia (Itepes) já delineou a agenda, contando com minha presença, de Dom Luiz Vieira, arcebispo de Manaus, e do escritor Tenório Telles.

Poema Afranio de Castro
Portanto, padre Luiz Ruas nasceu em Manaus, a 28 de novembro de 1931. Aproveito para reproduzir um poema de Afranio de Castro (O Jornal, 18 nov. 1958), dedicado ao L. Ruas, certamente antecipando o aniversário deste que foi, naquele venturoso ano, efusivamente festejado.