CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

16 de dezembro de 2010

Dezembro de 1970

Algumas fotos abaixo expostas mostram os acontecimentos da época, mostram as autoridades de então, que coincidência ou não estavam em todas.
O Governador era Danilo Areosa, já em final de mandato, e com o sucessor a tiracolo. O sucessor era João Walter de Andrade. Paulo Nery era o Prefeito, que foi exonerado no ano seguinte. O Capitão dos Portos - Mário Hermes da Fonseca - era um marinheiro de destacada estatura, como se observará nos flagrantes. Enfim, o arcebispo Dom João de Souza Lima pastoreava a Igreja do Amazonas.

Dia 5, a Academia Amazonense de Letras empossou um novo imortal. Era Moacir Alves que, oriundo da Bahia, foi acolhido em Manaus por sua competência. Inicialmente no serviço público, quando dirigiu a Chefatura de Polícia, sendo o último Chefe de Polícia e, consequentemente, o primeiro Secretário de Segurança do Amazonas. Depois na Casa de Adriano Jorge.

Jornal do Commercio. Manaus, 5 dez. 1970

Em 6, a agência do Banco do Brasil local efetuou a exposição da Taça Jules Rimet, que o Brasil conquistou em definitivo nos campos do México. A mesma taça que algum "colecionador" alguns anos depois surrupiou da então Confederação Brasileira de Desportos (CBD), no Rio de Janeiro.

Jornal do Commercio, Manaus, 6 dez. 1970
Jornal do Commercio. Manaus, 11 dez. 1970

Dia 10, desembarcou em Manaus o embaixador de Portugal José Manoel Fragoso. Como de praxe, a recepção incluía uma guarda de honra que, na ocasião, foi prestada pela Polícia Militar do Estado. O comandante da mesma foi o então capitão Alrefredo Melo de Souza, falecido no corrente ano.
Jornal do Commercio. Manaus, 11 dez. 1970
A acolhida governamental foi excepcional, não apenas pela obrigação protocolar, mas porque o governador Areosa era descendente de português, o comendador Areosa.


Dia 16, o governador Danilo Areosa embarca para cumprir agenda fora do Estado. Várias autoridades estiveram presente (Capitão dos Portos, governador eleito, Chefe de Polícia, chefe da Casa Militar, general comandante da guarnição, e presidente da Assembleia). A esquerda, caminha com a pasta do governador o tenente Odacy Okada (hoje coronel da reserva), então ajudante de ordens. O embarque aconteceu no aeroporto de Ponta Pelada e o governador, certamente, seguia em avião de carreira.