CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

31 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo

Hoje, não podia ser diferente, saúdo o Ano Novo. Mas, antes agradeço o ano que passa. Motivos não me faltam, em especial por este espaço. E pelas tantas bênçãos recebidas, de sorte que me cabe mesmo é levantar as mãos para o Altíssimo.

Agradeço especialmente aos que consultaram o “catador de papéis”, que comentaram e que, acima de tudo, incentivaram a minha produção. Prometo para o 2011 dobrar o trabalho. Ah, sim, e melhorar a publicação.

Trouxe para esta passagem de ano duas publicações jornalísticas. A primeira veiculada em A Gazeta, no último dia de 1950. Nela, seu proprietário, o saudoso jornalista Aristophano Antony comenta para os leitores a passagem do Tempo e do Destino, "que regem nossan passadas sobre o mundo".

Editorial de A Gazeta. Manaus, 31 dez. 1950



A outra é um trabalho plástico de Moacir andrede, já então conceituado artista das cores. Lamento que à época O Jornal não dispussesse do hoje corriqueiro recurso das cores. O tema é a Paz, saudando o dia universal da confraternização.
O Jornal. Manaus, 1º jan. 1960
O terceiro registro é de ordem familiar, junto nesta foto duas gerações: o avô Manoel e a neta Sofia. São mais de noventa anos a separar esses dois olhares. Que este registro represente bem o momento que vivemos hoje, a passagem do tempo.

Manoel e Sofia Mendonça, dez. 2010
Esclareço que avô e neta estão ótimos, assim será o 2011para todo visitante!