CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

18 de dezembro de 2010

Academia Amazonense de Letras

O silogeu amazonense promoveu hoje mais uma manhã literária, com o lançamento de um livro da acadêmica Carmen Novoa. A sessão foi conduzida pelo presidente José Braga, que contou ainda com a participação do acadêmico Cláudio Chaves, diretor de Eventos da Casa.

Violeta Branca (1912-2000)

Estiveram presentes dez associados: Luiz Bacellar; Dom Luiz Vieira; Francisco Gomes; Max Carphentier; Abrahim Baze; Almir Diniz; Rosa Mendonça; além dos mencionados acima.

Abrindo a solenidade, o presidente Braga assegurou que a Academia “celebrava a vida” da poeta Violeta Branca. A seguir, falou o diretor de Eventos. Coube a este acadêmico apresentar o livro Violeta Branca: o poetismo de vanguarda. O livro para ele está lindíssimo e presta uma digna homenagem a saudosa integrante da Casa de Adriano Jorge.

Carmen Novoa (à esq.) e uma leitora
Encerrando a tertúlia, falou a autora da obra. Carmen Novoa ressaltou o corre-corre enfrentado para ultimar o livro, pois a publicação foi decidida em outubro passado. No Poetismo, além de textos de terceiros, encontra-se a correspondência mantida entre a autora e a homenageada. O livro foi distribuído em cortesia.

Capa do livro de Carmen Novoa