CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

20 de dezembro de 2010

Economistas do ano

Não sei de fato o dia, sei apenas que o jornal de 20 de dezembro publicou. Muito comum a época, quando os valores ainda permitiam uma publicação, o matutino dos Archer Pinto encheu uma página com os novos Economistas de 1970. São passados quarenta anos.

Recolhi daquela página apenas quatro nomes e fotos. Perdão pelo descuido, mas a dica está completa.

Montagem do quadro de formandos. Jornal do Commercio, Manaus, 20 dez. 1970
Inicio por um que não seguiu a carreira: Moacir Couto de Andrade, o nosso conhecido artista plástico e homem de letras. Ainda recentemente, em conversa, ele fez questão de lembrar a conclusão deste curso superior. Também sua mais recente biógrafa, ressaltou o recebimento do diploma.
Hoje, Moacir Andrade pertence a alguns institutos históricos, e com destaque a Academia de Letras amazonense. Segue lutando pela saúde e distribuindo cores em quadros de alcance internacional.


Serafim Corrêa, 2010
Serafim Corrêa é outro nome contemplado. Homem afeito a luta profissional, exerceu suas atividades na Receita Federal. Depois, engajado na política, elegeu-se vereador e prefeito de Manaus. Segue oferecendo seus conhecimentos pela internet.


O terceiro é o Isper Abrahim, atual secretário de Fazenda do Estado. Economista dos quadros da Prefeitura de Manaus, onde exerceu diversas funções de realce, até ser levado para a Fazenda estadual


Enfim, Edmilson Melo de Oliveira, irmão de Aluisio meu colega no Seminário São José. Aliás, pertencentes a uma família católica lá de São Raimundo, tivemos o prazer de conviver por alguns anos. Exerceu a função de fiscal da Secretaria da Fazenda.