CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

23 de outubro de 2010

Pelé - 70 anos

Hoje, nos jornais de todos os formatos o Pelé estará lembrado pelos seus 70 anos. Os jornalistas listaram os setenta melhores momentos do "Rei do futebol". Certamente, nada sobrou para este escriba. Mas, catando nos jornais da província, vou relembrar quatro momentos do nosso aniversariante. Que ele nos proporcione outros tantos bons momentos!

O Jornal. 5 abril 1970

A primeira viagem de Pelé a Manaus ocorreu com o time do Santos, em 1968. Antes do Vivaldão, e ao tempo do presidente da FAF, Flaviano Limongi. O time paulista ficou hospedado na Maromba e jogou contra o Nacional no estádio Ismael Benigno, do São Raimundo.

Dois anos depois, Pelé voltou, agora com a seleção brasileira, para pré-inaugurar o Vivaldão. A festa foi completa, com a apresentação dos convocados para o selecionado brasileiro, incluindo alguns jogadores locais.
Pelé, na ocasião, recebeu a visita de seu amigo Silvio (Cururu) Moreira (então um esperto moleque, deficiente físico). 

Enfim, em outubro de 1971, quando Edson Arantes do Nascimento, o Pelé, antes de outro jogo contra o Nacional, recebeu das mãos do governador João Walter o diploma de Cidadão do Amazonas. No dia seguinte, antes do retorno, Pelé foi visitar as Irmãs que assistiam aos hansenianos no sanatório existente no Aleixo. No canto esquerdo da foto, revejo meu amigo Orleilson Guimarães, fiel escudeiro do "Rei".
A Crítica, Manaus, 8 outubro 1971

A Crítica. Manaus, 7 outubro 1971
Agora, sabedor de que Pelé é meu conterrâneo, tomo a liberdade de abrir uma gelada para acompanhar aquele "bicho de casco". No mais, vida longa para o "Rei"!