CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

23 de setembro de 2010

Eleições amazonenses 1947


Encerrada a Segunda Guerra, deixou de existir clima para a ditadura existente no País. Assim, depois de algumas providências militares, Getúlio Vargas abandona o poder e, em eleições realizadas em dezembro de 1945, assume o eleito - Eurico Gaspar Dutra. Abria-se dessa maneira novo período democrático que, no entanto, perdura até 1964. 
No Amazonas, este novo lapso democrático permite a eleição de cinco governadores (Leopoldo Neves, Álvaro Maia, Plínio Coelho, Gilberto Mestrinho e, novamente, Plínio Coelho).
Syzeno Sarmento (nascido em Manaus e oficial do Exército) era o interventor federal. Por isso, empenhou-se na realização das eleições, que acontecem em dezembro de 1947.

Jornal do Commercio. Manaus, 19 dezembro 1947


Leopoldo Neves
Ruy Araújo
Dois candidatos disputam  o cargo de governador: Ruy Araújo, candidato pelo Partido Social   Democrático (PSD) e Partido Trabalhista Nacional (PTN) e Leopoldo Amorim da Silva Neves, apoiado pela União Democrática Nacional (UDN) e o Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).


Venceu a disputa Leopoldo Neves, carinhosamente tratado por Pudico, que encontra o Estado em franca decadência. Quase nada pode realizar.    

Jornal do Commercio. Manaus, 31 dezembro 1947
resultado parcial