CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

2 de setembro de 2010

Eleição acadêmica


A Academia Amazonense de Letras marcou para 29 de setembro, quarta-feira,  eleição para escolha do substituto do falecido Narciso Lobo. Na condição de candidato, tomo o espaço para divulgar a opinião de um amazonense realizado na cidade do Rio de Janeiro.
Lamento, ele não é acadêmico. Mas, você pode comentar e divulgar entre os eleitores. De qualquer maneira, meus agradecimentos.
Um acadêmico nato

Rogel Samuel



Roberto Mendonça
Leio que Roberto Mendonça é candidato a uma vaga na Academia Amazonense de Letras. Ninguém melhor do que ele pode servir à Academia do que ele. Conheci-o há anos, na biblioteca da UFAM, em Manaus, na rua Ramos Ferreira. Ele já pesquisava os textos dos antigos acadêmicos: Ramayana de Chevalier, Genesino Braga etc.
Ele sabia que eu fui o primeiro a colocar na Internet os autores daquela época de ouro da AAL: Álvaro Maia, Péricles Morais, João Leda. Ele sabia do meu gosto pelos autores amazonenses: André Araujo, Hemetério Cabrinha, Mavignier de Castro, João Nogueira da Mata, Pe. Nonato Pinheiro, Moacyr Rosas e tantos outros.
Tivemos grandes prosadores, antes dos grandes poetas do Clube da Madrugada.
Mas um livro em particular logo nos uniu naquele dia: “Aparição do Clown”, de L. Ruas. Eu só tinha um xerox do livro, mas mesmo assim consegui colocar o livro no meu site, tempos depois.
Roberto Mendonça tem tudo para entrar na academia, vários livros importantes.
E, principalmente, amor pela literatura amazonense.