CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

24 de setembro de 2010

Confraria dos Antigos Coronéis III

O encontro de hoje da Confraria voltou a ocorrer no Emporium Roma, revestido de certa tristeza e alguma revolta. Tudo porque, no sábado, 18, faleceu o coronel Luis Gonzaga Rodrigues de Oliveira. O coronel Oliveira, apesar de não frequentar este grupo, fora contemporâneo de todos, por isso, todos estavam enlutados.
Muitos não tiveram a oportunidade de se despedir do camarada. A exiguidade do tempo do velório, a falta de comunicação e porque era sábado, o coronel Oliveira foi-se sem as continências de estilo.
Simpático, educado, carregando um sorriso sincero, sempre com uma história na "ponta da língua" para contar, enfim, bom papo. Destacou-se na administração da Polícia Militar, mas orgulhava-se de ter comandado o extinto 1º Batalhão, aquele quartel instalado no bairro de Petrópolis, onde agora funciona o comando geral da corporação.
E aqui vai o motivo da revolta. Apesar de velado na funerária Almir Neves, alguns colegas do coronel Oliveira tentaram transferir o velório para o mencionado quartel. Local apropriado existia. No mesmo onde, ano passado, a corporação despediu-se de outro camarada. O comando maior da entidade, todavia, não permitiu! 
A frente, coronel Alfaia, no fundo
coronéis Celio e Ary Renato

Ao almoço compareceu um bom número de coronéis (Alfaia, Ary Renato, Abelardo, Alcantara, Cavalcanti, Claumendes, Câmara, Célio, Ewerton, Fernando, Gilson (presidente do clube dos oficiais), Humberto Mitouso, Medeiros, Osório, Roberto, Ruy, Santarém e Vital).
A partir da esq. Câmara, Medeiros e
Abelardo

Na entrada, acolheu-se mais um candidato a deputado estadual, desta vez quem veio foi o major Cardoso, que explanou os motivos para enfrentar tão infrutífera missão. Quem lembrou tal dificuldade foi o presidente do Clube dos Oficiais: desde a redemocratização do País em 1985, apenas o coronel Cavalcanti Campos elegeu-se deputado estadual. 
Para encerrar, deliberou-se reclamar da desatenção do comandado da PMAM para com o finado coronel Oliveira.