CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

26 de novembro de 2011

Corpo de Bombeiros Militar


Roberto Mendonça e a
Medalha do Imperador
Com a formatura da noite anterior, o Corpo de Bombeiros Militar, sob o comando do coronel Antonio Dias, comemorou duas efemérides: o 135º aniversário de fundação do “serviço de extinção de incêndios” em Manaus, portanto, sua data magna. A outra, foi a emancipação do atual Bombeiros da subordinação à Policia Militar do estado, fato que ocorreu em 1998.

A solenidade costumeira teve a presença do novo secretário de Segurança, coronel Vital de Menezes, representando o governador do Estado.  

No curso desta, foi entregue a Medalha Imperador Dom Pedro II a diversas autoridades e outros premiados, todos com trabalhos em prol desta instituição centenária. A medalha do Imperador constitui-se na maior comenda da corporação dos “homens e mulheres do fogo”.

Leva o nome do imperador brasileiro, por ter sido este que criou o primeiro corpo de bombeiros no Brasil, precisamente na Corte, hoje cidade do Rio de Janeiro.

Concluo esta postagem agradecendo a condecoração que recebi. Julguei-me bastante consciente do prêmio, e que não haveria emoção, mas, a noite escondeu as lágrimas que teimaram em marcar, para mim, a gostosa festa.

Gratíssimo mesmo, do íntimo do peito, aos “homens e mulheres do fogo”, de ontem e de hoje, por essa significativa dádiva. Fogo!!!!

Diploma respectivo da comenda