CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

14 de agosto de 2012

Momentos de nossa história (1ª parte)

     


Capa do Informativo de agosto 2002,
do IGHA
  
 Com este título, Ruy Alberto Costa Lins (RACL), então sócio do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas (IGHA) e redator do Informativo desta agremiação, listou os principais fatos da história do Amazonas registrados em agosto de diversos anos. Lembro que esta listagem foi produzida em agosto de 2002, por isso, algumas defasagens observadas. 

1786 - 26 de agosto
Nomeação do brigadeiro de engenheiros Manoel da Gama Lobo d' Almada, para governador da Capitânia de São José do Rio Negro, cargo que assumiu a 3 de outubro de 1786. Em que pese às dificuldades que enfrentou, sobretudo de natureza política, realizou um notável trabalho de gestão pública e de magistral envergadura, que não será esquecido pelos amazonenses. Em Manaus, no centro da cidade, temos a conhecidíssima rua Lobo d' Almada, em sua homenagem.  

1803 - 9 de agosto
Nasce na Bahia, Lourenço da Silva Araújo Amazonas, capitão de mar e guerra da Marinha Imperial. Especializando-se na geografia e história do Amazonas, depois de demorados estudos, publica em 1852 o "Dicionário topográfico, histórico e descritivo da Comarca do Alto Amazonas." Vejamos o depoimento de Agnello Bittencourt (1973): "Este trabalho circulou no mesmo ano da instalação solene da Província do Amazonas. Foi uma obra marcante nos velhos direitos de posse, jurisdição, domínio e soberania daquela grande zona de águas e florestas ubertosas, as mais vastas e ricas do globo". Faleceu a 4 de maio de 1864. 

1847 - 9 de agosto
Nasce Dom José Lourenço da Costa Aguiar, 1º bispo diocesano do Amazonas (a partir de 18-6-1894). Nascido em Sobral (CE), foi ordenado sacerdote a 30-11-1870, em Fortaleza (CE), e, a 11-3-1894, ocorreu a sua sagração episcopal, em Petrópolis (RJ). Na ocasião em que foi nomeado para a recém-criada diocese do Amazonas, era cônego e vigário geral do Amazonas. Faleceu em Lisboa (POR) a 5 de junho de 1905.  

1853 - 18 de agosto
Nasce em Manaus, doutor Lauro Batista Bittencourt. Após a conclusão do seu curso de humanidades no Liceu Amazonense, tornou-se engenheiro civil pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro. Novamente em Manaus, desenvolve magnífico trabalho na sua área profissional, com raro dinamismo e competência, contribuindo decisivamente para a mudança da feição de Manaus, já capital da Província do Amazonas, principalmente no período em que ocupou a cargo de Diretor das Obras Públicas do Estado. Faleceu a 27 de abril de 1916.  

1858 - 18 de agosto
Nasce o professor Marciano Ferreira Armond, em Minas, mas dedicou mais de 40 anos da sua vida ao Amazonas. Farmacêutico pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, aqui chegou em 1900, dedicando-se principalmente ao magistério. Foi diretor-geral da Instrução Pública e prefeito municipal de Manaus. Lecionou Física, Química e Histórica Natural, no Instituto Benjamin Constant, Ginásio Amazonense Pedro II e Escola Normal. Foi também professor de Botânica, na Escola Agronômica, e de Química Industrial, na Escola de Farmácia e Odontologia, da Universidade Livre de Manaus.
Faleceu em Manaus a 5 de janeiro de 1941. Os jornais da época registraram: "Na serenidade dos justos e na humildade dos sábios finou-se o professor Marciano Armond, o grande modelador de inteligências." E mais: "De aparência severa, de hábitos metódicos, arredio de qualquer mostra de exibição, dedicando-se, tal como um apóstolo, ao estudo da Natureza, cujas leis e cuja organização lhe mereceram o máximo carinho, o professor Marciano Armond completou-se no magistério o legítimo cientista. Dezenas e dezenas de jovens tiveram-no como mestre e as suas cátedras sempre foram iluminadas pelo esplendor de sua cultura e dignificadas com a nobreza de sua fibratura moral". Em Manaus existe a rua Marciano Armond, homenagem da cidade ao seu saudoso mestre. Foi um
dos fundadores do IGHA. 
 

1865 - 3 de agosto
Nascimento do ilustre maranhense Dr. Augusto Cezar Lopes Gonçalves, advogado, orador, historiador e parlamentar. Formado pela tradicional Faculdade de Direito do Recife, foi professor de direito criminal da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais de Manaus. Na política, foi deputado federal (l912/14) e senador (1915/23). Em sua homenagem, durante anos funcionou, em Manaus, a Escola de Comércio Senador Lopes Gonçalves, mantida pelo Sindicato dos Comerciários, hoje desativada.  

1871 - 24 de agosto
Nascimento do doutor Manuel Xavier Paes Barreto, brilhante advogado, professor e magistrado, oriundo da Faculdade de Direito do Recife. Durante os anos em que residiu em Manaus, como juiz federal, participou ativamente de todos os movimentos culturais, contribuindo na formação de escolas, bibliotecas e grêmios literários. Aposentando-se em 1937, passou a residir no Rio de Janeiro, onde faleceu a 12 de setembro de 1960. Foi sócio efetivo do IGHA.
1875 - 3 de agosto
Nasce em Codajás (AM), o professor Rodrigo Costa. Foi uma das mais lúcidas inteligências a serviço do magistério, tendo sido professor de Lógica do Ginásio Amazonense Pedro lI, e de Economia Política na Escola Técnica de Comércio Sólon de Lucena. Em Manaus, também exerceu a advocacia e foi diretor-geral da Instrução Pública. Era primo de Dom Frederico Benício de Souza Costa, que foi o 2.° bispo diocesano do Amazonas.

1879 - 11 de agosto
Nasce o professor Vicente Telles de Souza Junior. Mesmo tendo nascido no Ceará, fez todos seus estudos em Manaus, concluindo o bacharelato em direito pela Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais de Manaus. Na Faculdade de Medicina da Bahia, concluiu o curso de Farmacêutico. Foi devotado professor, dedicando toda a sua vida ao magistério. Foi professor e diretor da Escola Normal e da Faculdade de Farmácia e Odontologia de Manaus. Na cidade existe a Escola Estadual Vicente Telles de Souza, em sua homenagem. Foi um dos fundadores do IGHA.  

1879- 16 de agosto
Nasce Ephigênio Ferreira de Salles, de nobre tronco familiar das Minas Gerais, que veio para Manaus com apenas 17 anos. Foi um homem notável pelo seu saber, de espetacular dinamismo e de grande envergadura moral. Participou, ao lado de Luiz Galvez, Plácido de Castro e outras lideranças do Amazonas, das escaramuças em território acreano. Como jornalista trabalhou nos principais jornais de Manaus e Rio de Janeiro. Foi deputado federal (vários mandatos), presidente do Estado do Amazonas e senador da República. Em Manaus, temos uma via pública, merecidamente em sua homenagem (avenida Efigênio Salles).  

1879 - 20 de agosto
Nascimento de Adriano Augusto de Araújo Jorge. Jovem ainda, já com
o grau de médico pela Faculdade de Medicina da Bahia, veio para Manaus e nunca mais de afastou desta cidade, Foi um homem brilhante e de invulgar talento, no exercício da medicina, no magistério, na imprensa e na tribuna. Um dos fundadores da Academia Amazonense de Letras; e seu presidente durante muitos anos. Anteriormente, havia participado a 25 de março de 1917,
dos atos de fundação do IGHA. O antigo bairro de Vila Municipal, hoje tem o nome de Adrianópolis, em sua homenagem. 
 

1882 - 9 de agosto
Nasce o Dr. Aristides Rocha, bacharel pela famosa Faculdade de Direito do Recife, notável nordestino que dedicou a sua fecunda peregrinação terrena, toda ela ao Amazonas. Foi deputado estadual e federal, em sucessivos mandatos, e senador da República, sempre com muita dignidade e bravura. Os seus maiores méritos, todavia, são na condição de advogado e professor. A Faculdade de Direito do Amazonas tem a história de suas conquistas intimamente ligada ao extraordinário desempenho do doutor Aristides Rocha, o primeiro diretor após sua federalização.   

1882 - 28 de agosto
Nasce na província de Salamanca, aldeia de Ávila (ESP), Padre Agostinho Cabalero Martin, SDB. Veio para Manaus instalar o Colégio Dom Bosco, de onde nunca mais se afastou, até 9 de dezembro de 1962, data da sua morte, aos 80 anos. Foi o educador e disciplinador de muitas e muitas gerações de jovens amazonenses, tornando-se inesquecível pela maneira carinhosa e peculiar de lidar com os alunos salesianos. (RACL)