CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

11 de agosto de 2012

AUTOCINE MARROCOS (1975-76)


Ed Lincon*
Cinema ao ar livre, na estrada Torquato Tapajós

 Você sabia que em Manaus existiu um cinema drive-in?  Aquele tipo de cinema ao ar livre, criado pelos norte-americanos, em que os carros ocupam o lugar de cadeiras e poltronas? Pode parecer estranho, mas é verdade, tivemos o nosso cine drive-in, o Autocine Marrocos, que ficava localizado na estrada Torquato Tapajós, ao lado do Clube Municipal.

Inaugurado no dia 10 de setembro de 1975, pela empresa Mazeltob Ltda., dos empresários Abraham Benmuyal e Syme Pazuello, o Autocine Marrocos. foi um empreendimento inédito e pioneiro no Amazonas e no-Norte do Brasil, com capacidade de estacionamento para 300 carros. Sua tela panorâmica de 18x10m era uma das maiores existentes na época e seu funcionamento obedecia a todos os padrões dos autocines espalhados pelo território brasileiro.

Para a inauguração do Autocine  Marrocos foi escolhido o filme até então inédito em Manaus, Contrato em Marselha, com Anthony Quinn, Michael Caine e James Mason. A empresa Mazeltob Ltda. decidiu exibir somente filmes que nunca haviam sido mostrados ao público amazonense pelos cinemas que existiam na época – Guarany, Ypiranga e Veneza (ex-Eden). O Autocine Marrocos funcionava todas as noites, de segunda a domingo, em dois horários, às 20h e 22h, sendo que aos sábados e domingos as crianças pagavam meia-entrada.
Recorte de A Crítica, 31 agosto 1975
  
Infelizmente, o Autocine Marrocos foi uma iniciativa que não teve      longa duração, vindo a encerrar suas atividades no dia em que completou um ano de funcionamento, em 10 de setembro de 1976, quando exibiu o filme A Cartomante. Seus projetores foram vendidos para o empresário Joaquim Marinho, que mais tarde montaria seu próprio cinema, o Cine Chaplin (1980- 2002).

No final do ano de 1980, a empresa de Cinemas Bernardino Ltda. também tentou montar o Autocine Adriano, no Parque das Laranjeiras, próximo ao aeroclube. Mas ficou apenas na introdução do projeto.

Hoje, poucas pessoas que frequentaram o Autocine Marrocos se lembram de sua existência, talvez por ter sido meteórica.
Anúncio publicado em A Crítica, 09 maio 1976

* pesquisador sobre os cinemas de Manaus, que publicou este texto no Jornal do Commercio, Manaus, 24 outubro 2004.