CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

27 de maio de 2011

Almoço dos coronéis

Ocorreu nesta sexta-feira, no restaurante Roma, reunindo um número respeitável de oficiais da reserva. Alguns apareceram pela primeira vez, trazendo uma renovada alegria aos demais. Fica a promessa de que no próximo encontro, sempre na última sexta-feira, se renove a festa.

Restaurante Roma, onde hoje se encontraram os coronéis
A única restrição para comparecer é que o “convidado” seja da reserva, aposentado, em linguajar mais comum. E tenha paciência em lembrar velhos causos, os receituários médicos e ver a mesa repleta de água mineral e coca zero. Outro papo forte é o referente ao soldo e seus desdobramentos.
Coronéis Vital (à esq.) e Torres, no almoço
Coronel Torres lembrou um causo, acontecido ao tempo em que o mesmo era major. Um dia, nos Bombeiros, eu instruía os soldados, quando percebi um deles com sintomas de embriagues alcoólica. Então falta gravíssima. Não titubeei, chamei uma viatura e mandei recolher o bebum ao xadrez. O motorista, cabo La Torre, pára a viatura junto a mim para saber o quartel onde entregar o infrator. Informei que fosse para o 1º Batalhão.

Nesse instante, o bêbado-preso põe a cabeça fora do veículo e dispara: "o senhor não manda nem no seu galinheiro!" Não duvidei, dei uma porrada na direção do soldado. Para meu azar, o motorista havia movimentado a viatura e eu acertei mesmo foi o vidro. Mais aborrecido ainda, investi contra o abusado soldado, não obedecendo nem as ordens do comandante dos bombeiros.
Tanto aborrecimento se deveu ao apelido do nosso querido colega: Zé Galinha.
Coronéis Mael Sá e Ary Renato falam sobre dieta (acima)
Odorico Alfaia (abaixo) promete começar na segunda.


Estiveram presentes ao almoço: Paulo Vital, Pedro Câmara, Helcio Motta, Romeu Medeiros, Odorico Alfaia, Antonio Carlos Pereira, Frandemberg Maués, João Ewerton, Odaci Okada, Amilcar Ferreira, Ruy Freire, Osorio Fonseca, Cavalcanti Campos, Mael Sá, Silvestre Torres, Abelardo Pampolha, Celio Silva, Alcantara, Deusamar Nogueira, Raimundo Encarnação, Ary Renato e eu.