CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

21 de janeiro de 2011

PM AMAZONAS: 5º BATALHÃO DE POLÍCIA MILITAR (1)

O monumento pode ser visitado no quartel do CPA, antigo 5º Batalhão. Postagem anterior. Volto, para contar da situação deste batalhão, que passou por transformação, abrigando hoje o Comando de Policiamento de Área Oeste.

Também contei sobre a evolução da Polícia Militar para explicar o desaparecimento da Radio Patrulha. Assim aconteceu com várias organizações policiais. Vez em quando o quadro organizacional tomava novo aspecto, mas isso é próprio da administração.
Charge do saudoso Miranda.
A Crítica, 12 fev. 1980
Em julho de 1978, a Polícia Militar pretendendo expandir sua atuação pelos bairros de Manaus, estabelece duas novas companhias na Capital. A 2ª, que interessa nesse retrospecto, foi instalada no Conjunto residencial Ajuricaba, ocupando provisoriamente um galpão, cedido pela construtora. Em outros termos, o comando da PM explorava a parcela militar de seu pessoal para manter o local de serviço. Quem viveu aquela fase sabe que foi necessária muita disposição para consolidar o quartel.

No comando, estava o capitão Antonio Pereira Santarém, que colocou sua energia no empreendimento. Foi preciso superar múltiplos entraves, pois a própria corporação ainda não dispunha de unidade de apoio. Daí a improvisação que se exigia de cada comandante. Dizia-se, jocosamente, que aquela era a “Segunda sem lei”, em razão de que, distante da cidade, e para a qual selecionaram uns “maus” elementos. Transformou-se, dentro da PM, em local de castigo.
Coronel Santarém, 2010

Apesar dos empecilhos, o capitão Santarém levou em bons termos seu comando, que se encerrou em 19 jul. 1983. Os demais comandantes, conforme data de nomeação, foram o capitão Narcélio Estevam de Freitas (5 jul. 1984); capitão Alfredo Ferreira Braga Neto (14 fev. 1985); capitão Ary Renato Oliveira da Silva (21 out. 1985); 1º tenente Raimundo Mário Belchior Andrade (9 jun. 1987); e o capitão Moacir da Fonseca Carioca (17 jun. 1987).

Próximo de completar um decênio, em abril de 1988, a 2ª Companhia foi transferida para a cidade de Tabatinga, na fronteira colombiana.

Aproveitando as instalações da Segunda, a Polícia Militar instalou no local o 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM). O comando inicialmente coube ao tenente-coronel Jétero Silva de Menezes, nomeado em 15 abr. 1988.
Coronel Gutemberg, 2010

Depois, vieram o tenente-coronel Nazareno Melo Benfica (20 dez. 1988); major Wilde de Azevedo Bentes (19 jun. 1989); Raimundo Gutemberg Soares (19 jan. 1990); tenente-coronel Nestor Arnaud Barbosa (14 jan. 1991); Wilde de Azevedo Bentes (29 nov. 1991); tenente-coronel Adson José Costa Silva (29 abr. 1992); tenente-coronel Raimundo Gutemberg Soares (27 out. 1992).

Na virada do ano de 1994, o batalhão ocupou a nova sede no bairro da Compensa. (segue)