CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

12 de maio de 2012

Deu no Jornal do Commercio


Jornal do Commercio,
24 março 1972

Superando as dificuldades naturais [sic], a Secretaria de Segurança, vai dando curso às metas preconizadas pelo seu titular, cel José Jorge Nardi de Souza, recebendo ontem, às últimas horas da tarde, dez veículos de patrulha, parte da encomenda de dezesseis, feita no Sul do País, destinados ao serviço do policiamento de nossa cidade.
Com a aquisição desses dezesseis veículos, entra a Secretaria de Segurança no nosso Estado numa fase mais feliz, propondo intensificar um trabalho rigoroso para garantir a ordem e a lei numa cidade que cresce assustadoramente, adquirindo uma dimensão a ponto de exigir um policiamento equipado e moderno.
Eis porque, em face dessa necessidade, a Secretaria de Segurança cuida-se de equipar-se, recebendo em breve o restante do material destinado ao seu trabalho, em que se inclui um aparelho de radiofonia.

Jornal do Commercio, 24 março 1972

Nota: Trata-se das primeiras viaturas xadrez, para o transporte de presos, a equipar a Companhia de Rádio Patrulha, que teve inauguração em julho de 1972, sob o comando do capitão Fausto Ventura. Lembrando que esta organização da PMAM teve início com prosaicos veículos Fusca, dotados de uma fonia. Seu quartel estava localizado na rua Duque de Caxias, ao lado da então maternidade Ana Nery. O prédio, depois ocupado por outras entidades policiais, acabou incorporado ao patrimônio desta casa de saúde. E hoje, para ampliação da maternidade, desapareceu.