CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

21 de fevereiro de 2012

Memórias de Manaus

Meu amigo Ed Lincon, conhecedor da história dos cinemas de Manaus, me enviou duas ilustrações: o Cine Palace (1965-1973) e a primitiva igreja de Nossa Senhora dos Remédios. Desconhecia essa habilidade do autor. Devo informar que a primeira reproduz uma foto de jornal, enquanto a segunda, é cópia de uma foto.

Cine Palace, av. Boulevar Alvaro Maia

A trajetória desse cinema já foi contada em recente publicação. Quanto a igreja dos Remédios, devo esclarecer que esta possuía sua frente para a atual rua dos Andradas, que como se sabe seguia para outra ribanceira.

Melhor explica tem o saudoso padre Nonato Pinheiro, em Nótulas históricas da paróquia: a capela fazia fundos para a atual praça dos Remédios. No ano de 1870, graças ao zelo do padre José Manuel dos Santos Pereira, então vigário geral da Província e pároco da capital, auxiliado pelo presidente da Província, esta capela passou por notáveis melhoramentos, com sensível modificação da primitiva estrutura.

 

A capela de 1870 (acima) e a atual igreja dos Remédios (abaixo)

Convém esclarecer que a igreja Matriz de Manaus sofreu um incêndio em 1850, restando unicamente a capela dos Remédios para o atendimento religioso. Dai, certamente, a dedicação do governo em restaurar esse templo.

Enfim, a igreja que hoje conhecemos, voltada para a praça, foi Dom Basílio Pereira, 4º bispo do Amazonas, que a inaugurou e benzeu solenemente, a 11 de setembro de 1927.