CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

22 de março de 2011

Deu no... Jornal do Commercio

Janeiro 1972

Os deputados Joel Ferreira e Natanael Rodrigues recebem no Aeroporto Ponta Pelada o companheiro de lutas políticas, professor Antunes de Oliveira (centro), de regresso do Rio de Janeiro. No dia seguinte, informa o matutino, os dirigentes do Movimento Democrático Brasileiro (MDB), partido de oposição ao Governo Militar, seguiram para diversos municípios do Estado, preparando as convenções municipais.

Joel Ferreira (à esq), Antunes de Oliveira e Natanael Rodrigues,
Jornal do Commercio. Manaus, 6 jan. 1972
General Ernesto Geisel, presidente da Petrobras, aparece em visita ao canteiro de obras da Usina Hidrelétrica nº 2 da CEM (Companhia de Eletricidade de Manaus), no Mauasinho. Aparecem na foto, o governador João Walter de Andrade (ao centro) e o dirigente da concessionário, Jorge Baird (à dir.). Na ocasião, o futuro presidente do País disse da sua satisfação em conhecer a qualidade da obra e do futuro cliente da Petrobras.
Ernesto Geisel, João Walter (centro) e Jorge Baird, Jornal do
Commercio. Manaus, 13 jan. 1972
Acompanharam ao presidente da Petrobras, além do governador, os chefes da Casa Civil, Gilton de Albuquerque, e Militar, coronel Pedro Lustosa.
Jornal do Commercio. Manaus, 15 jan. 1972
Eis o novo livro de Aureo Mello, poeta grande que agora vive em Brasília, mas não esquece Manaus, onde se formou e se adulto. Neomênia, que significa “lua nova”, foi lançada em Manaus, na Praça da Polícia, dia 25, em promoção do Clube da Madrugada.
Este livro foi lançado inicialmente, informa o Jornal do Commercio, de 20 jan. 1972, no Distrito Federal. Depois de Manaus, será a vez de Belém e de Belo Horizonte. Na festa em Manaus tocou o grupo musical paraense “Os Incas”, que se preparava para excursão ao Peru.