CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

5 de novembro de 2010

Espaço Cultural VI

Joaquim Marinho esperou anos para ver seu sonho realizado. Ontem à noite, na Casa Cor, instalada no Centro Cultural Povos da Amazônia, ocorreu o lançamento do livro - Manaus meu sonho, organizado por este português-amazonense, que segue bradando em favor da nossa capital. A edição saiu sob a responsabilidade da Prefeitura de Manaus.
Marinho convidou apenas os amigos, aqueles que se preocupam com a Manaus de tantos amores, confessou-me, mas que foram muitos.
O livro vem ilustrado por duas coleções: a dos cartões postais do próprio Marinho, aliás, a gênese do livro. Foi a partir desse material que a família Marinho (esposa e filhas) finalizou o trabalho. O papel couche realçou não apenas os cartões, mas os desenhos do artista chileno Mateluna.

Detalhe da capa do livro organizado por Joaquim Marinho

O organizador escolheu com critério os autores, que diríamos ilustraram o material gráfico, os cartões. Entre esses, o padre Luiz Ruas. Poeta e cronista respeitado, teve um poema - Crônica romantica de adeus ao roadway -, reproduzido. A ilustração parece ter dado nova concretude ao texto, tive a certeza depois de reler o poema.
Atitude que já realizei por diversas vezes, a fim de organizar Toda Poesia do padre L. Ruas. Breve estará em circulação.
Catedral de Manaus, desenho de Mateluna

Postal da av Eduardo Ribeiro, mostrando o encontro do bonde
com o onibus e os primeiros carros