CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

5 de abril de 2010

Estádio Vivaldo Lima - Vivaldão



Quarenta anos nos separam da pré-inauguração do estádio Vivaldo Lima, o Vivaldão. Em 1970, nesse dia, Manaus assistiu a dupla apresentação da seleção nacional de futebol. Mesclados com jogadores locais, o selecionado brasileiro, que se preparava para a Copa do México, tomou conta da cidade.

                 As fotos foram retiradas de O Jornal, 5 abr. 1970.



O estádio ainda estava em construção, por isso, os torcedores preocuparam-se em chegar cedo, a fim de alcançar algum lugar. Havia necessidade de levar alimentação, pois tudo era improvisado e, se alguém deixasse o lugar por algum motivo, era improvável retomá-lo. Mas, valeu todo o sacrifício.
   




Quero lembrar um expectador privilegiado: Sílvio Moreira da Silva, hoje, próximo dos cinquenta anos. À época, menino ainda, deficiente físico, deslocava-se usando muleta. Antes dessa visita de Pelé e seus companheiros, Silvio já fizera amizade com o Rei, quando o time do Santos jogara aqui em 1968.






Assim, Sílvio aproveitou a presença da seleção para relembrar essa amizade e até ampliá-la com outros jogadores. Os recortes dizem melhor.




Sílvio Moreira, que a deficiência física marcou, é mais conhecido por Sapinho. Ironicamente, segue “envolvido” com o esporte, pois vive da venda de bilhete da loteria esportiva. E pode ser encontrado quase diariamente na Rua Dr. Moreira, a mesma em que foi fotografado ao lado de atletas brasileiros. Há 40 anos.



 Mais importante: em junho, o Brasil conquistou o tricampeonato mundial de futebol no México.