CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

11 de abril de 2010

Anisio Thaumaturgo Soriano de Mello

Abril, 11
Anisio Mello morreu hoje ao meio dia, de insuficiência hepática, depois de hospitalizado por duas semanas. Se pudesse escolher o local, certamente escolheria a confortável cadeira que usava postada ao lado da enorme mesa que preenchia a sala de visita de sua residência/liceu. E mais, que os colegas pintores, os amigos do Chá do Armando, os poetas e prosadores, os instrumentistas, os bons de garfo e outros tantos estivessem ao redor. Essas e outras mais eram as aptidões de Anísio Thamaturgo Soriano de Mello. Um nome enorme para abrigar enorme alma, que sabia agradar e acolher.


O Chá do Armando, entidade de fundo etílico-espirituoso perde seu anfitrião. O Barbicha, no trato carinhoso do Armando de Menezes, foi aquele que por dez anos abrigou na centenária casa da av. Joaquim Nabuco o encontro de cada final de semana. Que permitia tudo, até os ébrios, que ali pernoitavam. Ouvia bastante, mas quando possível ou lhe deixavam falar, ele declamava seus poemas, contava seus causos, e cantava suas composições. Enfim, perdemos um artista completo.


Até um dia.


Natal do Chá Armando, 2009