CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

2 de junho de 2012

Anúncios comerciais

Anúncio centenário, veja o detalhe do endereço
Não sei bem como começou o colecionismo, aliás, sei. Já declarei aqui a “moléstia” que me aflige: a de catador de papéis, a persistente pesquisa em fontes impressas seja qual for o mote. O assunto é o mínimo, pois me basta uma passada de olhos por um jornal de anteontem, por exemplo, para recolher alguns fatos.

Assim foi que ao sair em busca do padre Carlos Fluhr (1904-43), em O Jornal, que circulou em Manaus, e neste periódico encontrei textos inéditos do poeta Jonas da Silva (1880-1947).

Então, tá. Os anúncios vieram com essa doença. Alguns não possuem qualquer referência. Foram os primeiros. Ainda não dispunha eu de técnicas de pesquisa. Copiava-os uns pela beleza, outros pela curiosidade do produto, e ainda outros pela idade provecta desses produtos. Que sirvam para alguma coisa, é meu intento com essa exposição.

Vou abrir o bazar com uma nota, alcançada na leitura de Baú de ossos (1974), do saudoso memorialista Pedro Nava:

... as vistas lustrosas que vinham como brinde nos maços de cigarro Veado que fumava meu Pai.
Circulado no jornal Amazonas,  junho 1906

Copiado de O Jornal, julho 1937

Sem referências, a Real e o Constellation
Em 1958, era o Braga & Cia