CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

14 de março de 2010

MEMORIAL AMAZONENSE

MARÇO, 15

1910 – É ministrada a aula inaugural da Faculdade de Ciências Jurídicas e Sociais, da então Universidade Livre de Manáos. A sessão ocorreu no prédio do GE Saldanha Marinho, ainda hoje localizado na rua de mesmo nome, esquina da Costa Azevedo.

1951 – Lançamento da revista Manaus Magazine, sob a direção da saudosa jornalista Denise Cabral dos Anjos. A publicação perdurou por mais de cinquenta anos, sempre escrita e dirigida pela fundadora.


1955 – Inauguração do Instituto Christus, instalado na av. Joaquim Nabuco. A edificação recebeu a benção de Dom Alberto Ramos, então arcebispo do Amazonas, grande protetor do colégio. Ainda, sob a denominação de Centro Integrado Educacional Christus (Ciec), se mantém sob a administração da família de Orígenes e Berenice Martins, casal fundador. Foto retirada de A Crítica. Manaus, 6 Set.1957.

1971 – É empossado no governo do Estado, João Walter, coronel do Exército. O vice-governador era Deoclides de Carvalho Leal. A posse governamental foi mantida nessa data por algumas décadas. Em 1975, assume a chefia do Poder Executivo Henoch Reis. Graduado pela Faculdade de Direito do Amazonas, ao ser escolhido pelo Governo Militar, era ministro do Tribunal Superior do Trabalho. Na vice, estava João Bosco Ramos de Lima. Em 1979, assume o quinto governador do período militar, José Lindoso, com o vice, Paulo Pinto Nery.
Ainda em 1983, retorna à chefia do Executivo, Gilberto Mestrinho, o primeiro governador da “redemocratização”, acompanhado do vice Manoel Ribeiro. O substituto no governo, Amazonino Mendes, segue o protocolo. Novamente, em 1991, assume o governo do Estado, Gilberto Mestrinho, sendo vice-governador, Francisco Garcia. Hoje, a posse dos governantes em todos os niveis acontece no primeiro dia do ano.





1980 – Surge o Grêmio Recreativo Escola de Samba Mocidade Independente de Aparecida (Gresmia), sob a presidência de César Bandeira. No carnaval seguinte, desfila na avenida Djalma Batista com o tema – Pai da Aviação: Santos Dumont, organizado pelo carnavalesco Amadeu Pinto.

1982 – Assume a chefia da Prefeitura de Manaus, o industrial João de Mendonça Furtado, nomeado pelo governador José Lindoso. Furtado seguiu na administração da Capital até 17 Mar. 1983.

1985 – Inauguração do Museu do Homem do Norte, situado na Av. Sete de Setembro, e subordinado ao Instituto de Estudos sobre a Amazônia (Iesam) da Fundação Joaquim Nabuco, de Recife. Esteve presente à solenidade, Fernando de Mello Freyre, presidente da organização. O imóvel foi cedido pela Prefeitura de Manaus, lembrando que nesse local esteve aquartelado o Corpo de Bombeiros, antes de se alojar em Petrópolis. Hoje, o museu foi transferido para a rua Quintino Bocaiúva, e o prédio está lamentavelmente abandonado!



2005 – Fundação da Câmara Amazonense do Livro e da Leitura (Call), entidade que abriga os dirigentes de livrarias e de editoras de Manaus, e busca divulgar a produção literária amazonense. Renan Freitas Pinto, diretor da Edua, foi eleito o primeiro presidente. Em nossos dias, quem a dirige é Tenório Telles, da Editora Valer.