CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

15 de agosto de 2011

Dia dos pais

Roberto (à esq.) e Diego, em São Paulo
Aproveito a oportunidade para agradecer aos meus. Embora não tenha programada aquela festa, fiquei de algum modo maravilhado com os votos filiais.


O almoço em casa, reunindo apenas o Diego e a Sofia, contou com o serviço da churrascaria da esquina. Nesta, enquanto enfrentava a fila, vi casa cheia e cada vez mais comensais chegando, e pude observar o regozijo, o contentamento com a festa. Afinal, nada como a festa na casa dos outros. Mas, se esta casa de carne estava repleta, no retorno observei que as casas de alimentação efetivamente bombaram.


A noite, recebi telefonemas de Brasília: da neta Emanuelle, em nome da família; e da filha Gabriela, cuidando dos seus gordinhos. Também saudei pelo fone ao meu pai que, nos seus saudáveis 95 anos e da capital paulista, me retribuiu os votos com uma singela prece. Amém.