CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

26 de agosto de 2011

POLÍCIA MILITAR DO AMAZONAS (XXIV)

26 de agosto

1887 – O presidente provincial, coronel do Exército Conrado Jacob de Niemeyer, modifica a denominação da Guarda Policial (atual Polícia Militar do Amazonas) para Corpo Policial do Amazonas. Trata-se da primeira alteração na nomenclatura desta corporação ao longo de mais cento e setenta anos.

Ainda Manáos, capital da província
do Amazonas, em 1865
Niemeyer foi empossado em 23 de março de 1887. Dois dias depois, efetuou a instalação da 2ª sessão da 18ª legislatura da Assembléia Legislativa Provincial, ocasião em que apresentou largo Relatório.
Neste documento, tratando da Guarda Policial, informou aos legisladores que, do exame verificado na escrituração desta, por solicitação do atual comandante, “foi ela trancada de ordem minha, tal era a balburdia em que se achava, impossibilitando a indispensável correção e melhora”.

Registrou mais, que foi responsabilizado por prevaricações encontradas o ex-comandante da Guarda Policial, Francisco Antonio Nepomuceno, “que mandei submeter a processo”.
Enfim, que a Guarda Policial ia de mal a pior, até seu armamento deve ser substituído, pois se encontra “estragado” e incompleto. Para encerrar, coronel Conrado de Niemyer (que é nome de avenida no Rio de Janeiro), informava aos deputados do pequeno número de praças, os quais, pelo continuado serviço de rondas, não têm tempo “para receberem a instrução profissional, muito desejável”.

Na ocasião, o presidente tomou duas "sábias" decisões: mudou o nome da Guarda e mandou que observasse o Regulamento n.º 57.