CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

14 de novembro de 2015

NPOR - 1º BIS(AMV)

Na passada quinta-feira (12), oficiais R/2, oriundos do NPOR (Núcleo de Preparação de Oficiais da Reserva), reuniram-se no quartel do 1º BIS (Batalhão de Infantaria de Selva), sucedâneo do legendário 27 BC (Batalhão de Caçadores).

O objetivo do encontro era organizar a festa de confraternização que acontece no próximo sábado (21). Também, serviu para delinear as atividades que marcarão o cinquentenário da Turma Ajuricaba, que ocorre em março do  ano vindouro. Trata-se da terceira turma desta organização de formação militar. 
As primeiras formaram em 25 de agosto de 1944 e 1945, ao tempo da Segunda Guerra, segundo dados colhidos na imprensa local.(*)

Para que se compreenda a valorização que os jovens de então dispensaram a essa convocação, tomo o nome de Adriano de Queiroz, conhecido advogado, e que prestou renomados serviços ao Estado na sua área profissional. Ele, nascido em 1913, e bacharelado pela Faculdade de Direito do Amazonas em 1937, participou da turma de 1944. 

Duas observações, antes de relacionar os 45 concludentes, nenhum deles vivo para abrilhantar a festa. O primeiro lugar coube ao aluno Roderick Castelo Branco (cujos filhos são bastante conhecidos na sociedade) e o orador, o aluno João Martins da Silva, outro respeitável advogado de nossa cidade. Enfim, o baile de formatura ocorreu no Ideal Clube.
 
Sede do Ideal Clube onde foi realizado o baile
Adriano Queiroz, (1913) bacharel 1937
Agnello Uchoa Bittencourt, (1923-97) bacharel 1945 / aluno 61 / Academia Amazonense de Letras
Agobar Garcia Vasconcelos, (1919) / bacharel 1948
Aldemir Paes Lima de Miranda, (1918) bacharel 1942 / aluno 21 /
Alcimar Guimarães Pinheiro, bacharel 1961 / oficial PMAM
Alexandre Carvalho Pimenta, (1924) / bacharel 1954 /
Alípio Meninéa Netto, (1923) / bacharel 1952 /
Aluísio Brasil Lima,
Augias Augusto Pinheiro Gadelha, bacharel 1947
Bento Rocha da Silva,
Claudio Lemos de Aguiar, médico
Clovis Angelim, bacharel
Elias dos Santos Ferreira,
Francisco de Assis Albuquerque Peixoto, (1920) / bacharel 1949 / deputado estadual / comandante da PMAM
Geraldo Dantas,
Jersey Nazareno de Brito Nunes, (Acre 1921) bacharel 1947
João Mendonça de Souza, (1915-
2003) / bacharel 1952 / da Academia Amazonense de Letras
João Martins da Silva (orador), (1920) / bacharel 1947
João Alfredo Sampaio Nunes de Melo,
José de Jesus Ferreira Lopes, bacharel 1948 / desembargador
José de Araújo Paiva,
José Milton Caminha da Silva, bacharel 1947 / juiz de Direito
Júlio Seixas,
Joaquim Gonzaga Pinheiro, bacharel 1955 / promotor público
Luiz Barros,
Luziadas Ferreira dos Santos,
Manoel Antunes,
Manoel Dias de Souza Cruz,
Manoel Alexandre Filho, (1919) / bacharel 1952
Manary Vasconcelos Mendes, bacharel 1943 / transferido para OAB/São Paulo.
Mario Silvio Cordeiro de Verçosa, (1924-89) bacharel / desembargador / Academia Amazonense de Letras
Mario Melo Mendes,
Milton Cesar de Araújo e Lima,
Newton Galvão de Alencar,
Odorico Rodrigues de Andrade,
Oyama de Macedo, bacharel 1948 / serventuário de Justiça
Orange Soriano de Mello, dentista
Osvaldo Teixeira Mendes,
Pietro Antonio Celani, (1922) / bacharel 1947
Roderick Castelo Branco (1º lugar),
Rodolfo Lopes Martins, bacharel 1949 / juiz do Tribunal de Contas
Samuel Isaac Benchimol, (1923-2008) / bacharel 1945 / escritor / Academia Amazonense de Letras / da empresa Bemol
Sylvio Moura Tapajós, (1918) / bacharel 1952
Waldir Garcia, professor / bacharel 1946 / juiz de Direito
Wilson Zuany Figueiredo, (1920) / bacharel 1945

(*)  O Jornal, 25 de agosto de 1944 
A responsabilidade sobre os dados pessoais cabem ao autor da postagem. A maioria dos jovens concluiu a Faculdade de Direito, a única então existente.