CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

15 de julho de 2010

Informe como estou dirigindo

Esta frase, acompanhada de um número de telefone, se encontra em inúmeros veículos, especialmente, em caminhões. Adiante revelo o motivo desta coluna que inauguro para contar das dificuldades do trânsito.
Aproveito para lembrar que a Prefeitura de Manaus vem divulgando na midia o quanto tem produzido. Tem cuidado de tantos projetos e programas, mas nunca vi o interesse pelo trânsito.
Cuido de lembrar ainda que o trânsito nosso de cada dia mudou a partir do momento em que o Estado, pela Polícia Militar, passou a fiscalização e controle do trânsito para a Prefeitura, que tenta realizar por intermédio dos Azuis. A Polícia parece ter desaparecido das ruas, pois com o pessoal do trânsito estava em boa parte da Cidade. Os azuis não possuem efetivo, nem força.
Sofremos todos nós, que sem controle algum, decidimos por onde e como circular. Daí os incontaveis desrespeitos que diariamente assistimos ou enfrentamos.

Fusca de placa amarela, em 2009

Rodando sem o pneu esq. traseiro, av Djalma Batista

Circulando na contra-mão, 2010

Tomei a iniciativa de fotografar as aberrações, mas, como são tantas, desisti. Para demonstrar o que digo, reproduzo algumas dessas.

Caminhão da Coca cola na rua Codajás, Cachoeirinha
E começo por uma transgressão observada há dois dias, quando cruzei por um caminhão de distribuição da Coca-Cola parado em fila dupla. E, para aumentar a farra, com as grades de refrigerantes ao lado do veículo. Tem mais, no local passaram duas viaturas da Polícia Militar e, surpresa ou não, nem tomaram conhecimento da infração.

Até a próxima.