CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

26 de julho de 2010

Presídio Central de Manaus a cores

Nada de excepcional. Ainda quando da inauguração da Ponte de Ferro, uma parede do presídio Raimundo Vidal Pessoa serviu para, mediante trabalho profissional de artes, decorar o espaço Mestre Chico.

Parede do presídio decorada


Agora, certamente, chegou a vez de completar o serviço. A pintura em cores vibrantes, bem ao gosto presente, retira aquela padronização de décadas.

Presídio Raimundo Vidal, hoje, mudando o visual

Não cabe discutir a cor original. O certo é que está ficando colorida, deve ser a humanização da pena pelas cores. Outra vantagem: a pintura servirá para decepar a árvore que cresce no frontal do edifício.

A pintura vai "cortar" o arbusto