CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

9 de janeiro de 2018

BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS [3]

Era véspera do Dia de Nossa Senhora de Fátima, padroeira do bairro da Praça 14 de Janeiro. Enquanto a comunidade católica preparava a festa da protetora, um forte incêndio, no mesmo bairro, consumia a fábrica Três Unidos, instalada na rua Visconde de Porto Alegre. 
No desenrolar do combate ao fogo, a viatura 3 dos Bombeiros Voluntários, conduzindo o subcomandante Constantino Machado, chocou-se com um ônibus da estatal Transportamazon, resultando na morte deste chefe.
A cidade enlutou-se com a tragédia. E a empresa, por seus dirigentes, fez publicar um Testemunho no Jornal do Comércio (17 maio 1960), que aqui vai postado.



Maria Luiza Leal Gesta, Rubem Pereira de Melo e Elias Ramiro Bentes, sócios constituintes de Bentes, Melo & Cia., desta praça, proprietários da Usina Três Unidos, ainda sob a impressão desolad0ra do sinistro, ocorrido a doze do corrente mês, no seu estabelecimento de indústria e beneficiamento de castanha, que, pelo fogo, lhe destruiu todas as estufas, vêm, de público, manifestar a gratidão aos Exmos. Srs.  Gilberto Mestrinho, Governador do Estado; Desembargador Manuel Machado Barbuda, ilustre Secretário do Interior e Justiça; Doutor Luigi Farini, operoso Chefe de Polícia e aos seus valorosos auxiliares; Tenente-Coronel José Anchieta do Vale Bentes, comandante do 27 Batalhão de Caçadores; Sargento Aguilar de Jesus Ribeiro, comandante do Destacamento da Aeronáutica de Manaus; Coronel Assis Peixoto, acatado comandante da Polícia Militar do Amazonas e respectivos comandados; ao heroico e estimado Corpo de Bombeiros, aproveitando para prestar sincera homenagem  à memória de seu denodado subcomandante, Sr. Constantino Machado, cuja vida se imolou no cumprimento de sublimes deveres; Doutor Elias Morkazel, dedicado diretor do Departamento de Estradas de Rodagem; Doutor Aderson Dutra, presidente da Companhia de Eletricidade de Manaus; Senhores Raimundo de Alcântara Filgueira e Stepheson Vieira Medeiros, Gerente e Contador e demais funcionários do Bando do Brasil;  Hélio Silveira, Gerente, em exercício, do Banco de Crédito da Amazônia; H. C. K. Bangrineister e H. L. Meranell, Gerente e Contador do Bank of London & South America; Dario Farias de Lima, Diretor da Escola Técnica de Manaus e seus denodados alunos; Dr. Candido Machado, aos nossos empregados; Dr. Walter Zuany de Figueiredo, Diretor do Departamento de Águas do Estado; e aos dignos chefes das firmas J. G. Araújo & Cia. Ltda.; I. B. Sabbá & Cia. Ltda.; Cia. de Importação e Exportação S.A.; Curtume Mago  & Cia.; J. R. Siqueira & Cia.; N. Pazuello; Ferreira da Silva; C. V. Vasques & Cia.; Industrias I. B. Sabbá S.A. e aos competentes e corajosos operários da Usina Labor e, finalmente, a todos quantos naquela hora de profundo pesar, aos manifestantes também, que trouxeram, com o valiosíssimo concurso, a prova de comovedora solidariedade humana, virtudes que caracterizam a grandeza de coração, a nobreza de espírito e o sentido da Caridade do povo a que, com muito orgulho, pertencem.


Manaus, 16 de maio de 1960

Maria Luiza Leal Gesta Rubem Pereira de Melo Elias Ramiro Bentes