CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

30 de novembro de 2014

CASAMENTO DA MELHOR AMIGA




 
O casal e a devida Certidão
A solenidade ocorreu anteontem no cartório do 3º Ofício do Registro Civil, ali na avenida Sete. Horário excepcional – 12h 30, parecendo que o cartório aproveitava o intervalo comercial para o almoço. Todavia, o encontro que se queria de festança deixou apenas lembranças... hilárias, para não despertar choros. 

É que o ambiente visto e o celebrante oficial não produziram alegria, satisfação, júbilo como esperam os “casantes” e os acompanhantes, em data tão expressiva. Talvez seja pelo valor pago a título de serviços, inclusive com parte do numerário destinado a associações de classe de magistrados e serventuários. 

Reclamar onde e pra quem? Na defesa do consumidor, com o deputado Rotta, ou no próprio Tribunal que, enfim, administra os cartórios. Ah, quase esquecia, com os bispos de Manaus.

Anteontem, como disse, realizou-se o casamento da melhor amiga de minha esposa, ou seja, de minha enteada. Samantha, que é filha da Beatris, casou-se com o Paulo. E o casal se arrumou com quanta dignidade para esse momento, por isso, a reclamação que abre esta postagem. Tudo arrumado, a Samantha mudou-se gradativamente pra casa dela, ou para o pedaço especial que o momento oportuniza.  

Participamos, eu e a mãe, com prazer e afinco para que essa ocasião saísse bem (não só na foto), nos conformes, até que os convivas se alegrassem.
E nossa residência foi ficando mais ampla. O espaço crescia com o afastamento da Samantha, apesar de que seguia em casa, devido os preparativos. Mas o coração materno não suportava, de uma parte, alegrava-se pelo feito da filha, de outra, sofria com a separação. E posso testemunhar que vi repetidas vezes lágrimas pelo rosto dela, afinal sua melhor amiga estava casando.

Na noite deste sábado 29, o novo casal rejubilou-se com seus familiares e amigos no salão de festas do Condomínio Stilus. A festa saiu a contento, apesar dos entraves impostos pela direção do residencial, como questão de horário e de esforço com a voz. Essas restrições de certo favorecem aos noivos, pois uma nova e deliciosa peleja os espera.

Samantha e Paulo, sejam felizes na nova etapa de vida. Haverá múltiplas alegrias e bons momentos, mas as adversidades, os tropeços na caminhada são inevitáveis. Se isso acontecer, saibam que o endereço do Igarapé continua escancarado. Para isso, consigno aqui meu sincero e lacrimoso abraço.