CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

15 de setembro de 2015

NOTAS PARA A HISTÓRIA DA PMAM


Na Semana da Pátria de 1970, o governador do Estado, Danilo Areosa, inaugurou um pavilhão do futuro quartel da Polícia Militar do Amazonas (PMAM). O projeto de Severiano Mário Porto destinava-se a aquartelar o efetivo da PMAM, que se premia no quartel da Praça da Polícia. Ou seja, ali no bairro de Petrópolis, o governo construía o quartel do Comando Geral.

Tal não aconteceu, pois, no ano seguinte, apenas o 1º Batalhão de Polícia Militar, sob o comando do então tenente-coronel Flávio Rebello, ocupou aquele imenso quartel. Devido a sua ampla estrutura, abrigou várias unidades menores.

O comando-geral da Força Estadual somente transferiu-se para aquele endereço mais de 30 anos depois. Em 2002. Lastimável que tenha conduzido diversas organizações para suas dependências, tornando o espaço acanhado e disputado pelos ocupantes.
Recorte do Jornal do Commercio, 6 set. 1970

Governo inaugura quartel da PME

O dia de ontem foi duplamente festivo para a Polícia Militar do Amazonas. Foram inauguradas as instalações de seu Centro de Instrução e Treinamento e o seu novo quartel general em Petrópolis. Na oportunidade também várias personalidades foram agraciadas com as medalhas Tiradentes e Cidade de Manaus.

O Governador passou revista às tropas no novo Centro de Instrução, na rua Dr. Machado, ao lado [ao fundo] da Maternidade Ana Nery, e deu por inauguradas as novas instalações, havendo em seguida uma demonstração das práticas desportivas daquela agremiação, com ênfase em judô, que agradou a grande maioria dos presentes.

Pouco depois, se fez a entrega das medalhas aos cidadãos que com elas foram distinguidos pelo Governo do Estado.


Condecorações
As medalhas entregues foram de dois tipos. Primeira, a medalha Cidade de Manaus, que se destina a cidadãos cuja atuação em quaisquer dos setores da vida humana tenham se destacado na cidade de Manaus. A outra condecoração se destina a personalidades que, com sua atuação, tenham contribuído com relevantes serviços com a Polícia Militar do Amazonas.

Com a Medalha Cidade de Manaus foram agraciados os senhores Érico de Carvalho, presidente da [extinta] Varig; Jorge Augusto de Souza Baird; Francisco Monteiro de Paula [secretário de Fazenda]; Aderson Dutra, Stepheson Vieira Medeiros e Agesilau Araújo. Todas foram entregues pelo governador do Estado.

Já os que receberam a medalha Tiradentes tiveram paraninfo individual. Os agraciados foram: Paulo Pinto Nery – paraninfo Amaury Silva; Mário Jorge Fonseca Hermes [capitão dos Portos] – paraninfo cel. Arídio Brasil; Paulo Figueiredo de Andrade Oliveira [tenente-coronel comandante do 1º BIS] – paraninfo José Lopes; cel. Jorge Teixeira [diretor do Colégio Militar de Manaus] – paraninfo Deputado Miranda Leão; Alberto Rocha – paraninfo governador Danilo Areosa.

Terminada a aposição das condecorações, os presentes se dirigiram às novas instalações da PM, no bairro de Petrópolis.

O governador inaugurou o pavilhão lá existente e prometeu que entregaria em dezembro os outros quatro pavilhões que formarão o Quartel General da Polícia Militar do Amazonas. O pavilhão tem linhas discretas, modernas, e foi feito para alojar 150 homens.

Depois dos discursos de praxe foi servido um coquetel aos presentes.


(*) Jornal do Commercio, 6 de setembro de 1970