CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

8 de junho de 2018

DESTACAMENTOS DA PMAM



Dias desses, conversando no quartel do Comando-Geral da PMAM, fui interrogado sobre o efetivo, quando de meu ingresso nesta corporação. Faz algum tempo, acaba de completar 52 anos, ou seja, ocorreu em 2 de junho de 1966, consoante o decreto 575. Informei que o efetivo era de menos de 500 homens.
Revirando a legislação, dei com esta relíquia. O decreto 574, da mesma data, que estabelecia o efetivo nos destacamentos do Interior do Estado. O destacamento era a forma empregada pela PMAM na segurança nos
Zuavo que, impassível, via partir e
regressar os destacados 
municípios.

Esta legislação impunha algumas regras: a de revezar os policiais, de sorte que, a cada ano, houvesse um novo quadro. Determinava que o comandante do destacamento das cidades mais populosas fosse investido nas funções de Delegado de Polícia. Enfim, permitia que o esses comandos fossem “entregues a militares da reserva remunerada ou reformado por tempo de serviço.” Com essa junção, a PM foi durante décadas a única Polícia no vasto território amazonense.
Em suma: a Polícia Militar enviava para o Interior seu pessoal, sem que tivesse sobre eles, por inexistência de comunicação e outros recursos, um raro controle. Na maioria das cidades, o efetivo estava sob as ordens de um reformado, que aproveitava para completar o soldo com as vantagens do cargo. E há outras mazelas mais a narrar, que farei em nova postagem.

Vamos à distribuição do pessoal, como se observa, partindo dos municípios mais populosos, onde era indicado um oficial. Como é o caso de Parintins, onde hoje temos um batalhão e uma pergunta inquietante: há mais segurança hoje, com mais efetivo?

EFETIVO                                            MUNICÍPIO(S)
1 oficial + 1 cabo + 10 soldados      Parintins
1 oficial + 1 cabo + 6 soldados        Itacoatiara / Coari
1 oficial + 1 cabo + 4 soldados        Manacapuru
1 oficial + 6 soldados                        Boca do Acre
1 sargento + 1 cabo + 4 soldados   Tefé 
1 sargento + 5 soldados                    Humaitá / Nhamundá
1 sargento + 4 soldados                    Maués / Benjamin Constant
1 sargento + 3 soldados                    São Gabriel da Cachoeira
1 sargento + 2 soldados                    Lábrea
1 cabo + 4 soldados                           Nova Olinda do Norte / Ipixuna
1 cabo + 3 soldados                           Eirunepé / Manicoré / Borba / Ilha Grande 
1 cabo + 2 soldados                           Fonte Boa / Codajás / Carauari / Urucará / Anori / São Paulo de Olivença / Novo Aripuanã / Barcelos / Santo Antonio do Iça / Canutama
1 soldado + 2 soldados                     Maraã / Barreirinha / Silves / Atalaia do Norte / Urucurituba / Itapiranga / Pauini / Autazes / Tapauá / [Novo] Airão / Careiro [Várzea] / Juruá / Envira / Japurá / Jutaí.

Resumo: 5 oficiais / 7 sargentos / 21 cabos / 147 soldados - Total 180 PM