CATANDO PAPÉIS & CONTANDO HISTÓRIAS

19 de março de 2018

MOBRAL: DETALHES


O Governo Militar (1964-85) criou o Movimento Brasileiro de Alfabetização, mais conhecido pela sua sigla – Mobral, destinado a superar o grande número de brasileiros analfabetos. Criado em 1968, o Mobral somente teve implementação no ano de 1971. 
Primeira página do jornal
Vale lembrar que, por mais de uma década, a atividade deste órgão levou jovens e adultos aos bancos escolares. No entanto, a recessão econômica manifesta nos anos 1980 travou o programa.
Encerrado o regime militar, a Fundação Movimento Brasileiro de Alfabetização tomou a denominação de Fundação Nacional para Educação de Jovens e Adultos (Educar). Finalmente, quase aos quarenta anos, em 1990, esta fundação também foi extinta.
Diversas iniciativas foram postas em prática: a circulação de jornal do programa (abaixo exposto) e a adoção de livros de autores regionais, como esta que alcançou o saudoso poeta Alcides Werk, conforme Jornal Cultura, em 1982.

MOBRAL ADOTA LIVRO DE ALCIDES WERK

O autor em postagem do Jornal Cultura, 1982
Para atender ao pedido de 7 mil exemplares do livro "Trilha D'água", de Alcides Werk, feito pelo MOBRAL, que passará a adotá-lo em suas escolas, em todo o país, a Editora Civilização Brasileira lançará brevemente a 2ª edição dessa obra, com tiragem prevista de 10.000 exemplares, trazendo capa e ilustrações de Van Pereira.
 "Trilha D'água", lançado recentemente em Manaus, é o segundo livro de Alcides Werk e, como o primeiro, subordina-se à temática amazônica, onde estão presentes o rio, a mata, as lendas, os mitos, o folclore etc.
Alcides Werk, que é o quinto escritor amazonense a merecer a preferência daquela grande editora, trabalha atualmente em uma nova obra, que espera lançar ainda este ano.